25 de maio

GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
3/05/24 às 17h11 - Atualizado em 3/05/24 às 17h11

Conheça mais sobre o Santuário Arquidiocesano Menino Jesus

COMPARTILHAR

Por Carol Moura

CONHECIMENTO RELIGIOSO E ARTíSTICO

TÉRREO

A Sala João Paulo II é um local de acolhimento dos peregrinos, com espaço de 3.000 m². Envolve a secretaria de eventos, os sanitários, restaurante, lanchonete, sorveteria e livraria de artigos religiosos. Também pode-se encontrar o Papamóvel , que conduziu o Santo Padre o Papa São João Paulo II em suas duas vindas na Capital do Brasil em 1980 e 1991.

A PORTA PRINCIPAL E O ÁTRIO

A Placa da Porta Santa foi aberta no santuário no Jubileu Extraordinário da Misericórdia de 08 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016 e está localizada na coluna da porta principal de entrada do Santuário.

O símbolo do Santuário está na entrada, ao chão, este símbolo (o mundo), está na mão esquerda do Menino Jesus, onde o Menino Jesus segura o mundo, significando que o amor e o poder deste Menino é que fazem o mundo existir e continuar existindo. Ele segura na mão esquerda que é a mão do apoio, da sustentação, da reservação, assim, Ele tem o mundo em suas mãos, Ele sustenta o mundo e toda criação.

A placa de proclamação com o título MENINO JESUS está na próxima coluna do Santuário Arquidiocesano, em Brazlândia, no Distrito Federal. Foi proclamado no dia 30 de outubro de 2016 pelo Excelentíssimo Revmo. Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo Metropolitano de Brasília.

O Quadro de Dedicação do Santuário encontra-se na coluna seguinte, ocorrido em 20 de dezembro de 2008 pelo Excelentíssimo Revmo. Dom João Braz de Aviz.

As três colunas na entrada são dedicadas à Santíssima Trindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Além disso, sete colunas são dedicadas aos sete sacramentos: Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência ou Reconciliação, Unção dos enfermos, Ordem e Matrimônio.

À direita do átrio, encontra-se a Sacristia e o Confessionário, enquanto à esquerda está a Secretaria.

Mais adiante, encontra-se o Quadro Artístico da Anunciação do Anjo Gabriel a Maria e a Visita de Maria a sua prima Isabel. Nos quatro pórticos de entrada ao Templo estão os quatro Anjos da Guarda, obras realizadas pelos Escultores e Artistas Poncianos.

A NAVE PRINCIPAL OU O LOCAL DA CELEBRAÇÃO DA SANTA MISSA

À frente, encontra-se o Presbitério, onde está o Altar, a cadeira presidencial, o Ambão do Anúncio da Palavra, junto à cruz e ao círio, a mesinha de credência, os bancos dos ministros e a mesa da Imagem, Réplica do Menino Jesus, feita pelo Artista Italiano Dom Bosco, e a Imagem de Nossa Senhora Aparecida, trazida pelo Excelentíssimo Revmo. Dom Raymundo Damasceno, réplica que veio da Basílica de Aparecida. 

Por trás do altar encontra-se o Quadro da Santa Ceia, considerado o maior relevo da Santa Ceia do mundo, com 20 metros de largura e 7 metros de altura, incluindo os acabamentos. A obra de arte foi doada por um casal de Luteranos da Suíça e realizada pelos escultores e artistas Ponciano I, II e III. No quadro, é retratado um episódio do Evangelho de Lucas: “Jesus enviou Pedro e João, dizendo: 'Vão preparar a refeição da Páscoa'. 'Onde queres que a preparemos?', perguntaram eles. Ele respondeu: Ao entrarem na cidade, vocês encontrarão um homem carregando um cântaro de água. Sigam-no até a casa em que ele entrar e digam ao dono da casa: ‘O Mestre pergunta: Onde é o salão de hóspedes no qual poderei comer a Páscoa com os meus discípulos?’ Ele lhes mostrará uma ampla sala no andar superior, toda mobiliada. Façam ali os preparativos’. Eles saíram e encontraram tudo como Jesus lhes tinha dito. Então, prepararam a Páscoa.” (Lucas 22:8-13). Além disso, no quadro são visíveis três janelas que mostram além de Brazlândia: a Catedral de Brasília, a Basílica de Aparecida e a Basílica de São Pedro no Vaticano

A Imagem Original do Menino Jesus encontra-se acima do Quadro, trazida de Roma pelo Pe. José Pellegrini e pelas irmãs Oblatas do Menino Jesus. A entrega dessa imagem à comunidade de Brazlândia no ano de 1972 foi realizada pelo Excelentíssimo Revmo. Dom José Newton de Almeida Baptista, o primeiro Arcebispo de Brasília. Na ocasião da entrega, estiveram presentes o Governador nomeado José Aparecido, bem como outras autoridades civis e militares

Acima do altar, encontra-se a Cúpula, com 33 metros de altura. Nela estão os vitrais elaborados por jato de areia. Em uma parte, são representados eventos do Antigo Testamento, enquanto na outra parte são retratados eventos do Novo Testamento. Além disso, estão presentes as figuras dos quatro Arcebispos de Brasília: Dom José Newton de Almeida Baptista, seguido pelos Cardeais Dom José Freire Falcão, Dom João Braz de Aviz e o atual Cardeal Dom Sérgio da Rocha. No topo da cúpula, em relevo, encontra-se a Escultura representando Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, acompanhados pela cruz de Nosso Senhor.

A iluminação interna do Santuário é suave, refletindo a ideia de que a verdadeira Luz, que brilha por si só, é Jesus Cristo

Do lado direito, na torre lateral, também é possível observar cinco colunas dedicadas aos cinco mandamentos da Igreja:

1°- Ouvir missa inteira nos domingos e festas de guarda;

2°- Confessar-se ao menos uma vez cada ano;

3°- Comungar ao menos uma vez pela Páscoa da ressurreição;

4°- Jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja;

5°- Pagar o dízimo, segundo o costume.

Na torre lateral do lado esquerdo tem mais 5 colunas, que juntas, dão as 10 colunas dedicadas aos mandamentos das Leis de Deus:

1°- Amar a Deus sobre todas as coisas;

2°- Não tomar seu santo nome em vão;

3°- Guardar domingos e festas;

4°- Honrar pai e mãe;

5°- Não matar;

6°- Não pecar contra a castidade;

7°- Não furtar;

8°- Não levantar falso testemunho;

9°- Não desejar a mulher do próximo;

10°- Não cobiçar as coisas alheias;

Ao lado do altar, encontra-se a Sala de Relíquias dos Santos.

Na parte traseira, estão localizadas duas capelas: à direita, a Capela do Batismo, dedicada a São João Batista e Nossa Senhora Mãe Peregrina, com capacidade para 140 pessoas; à esquerda, encontra-se a Capela do Santíssimo Sacramento e Nossa Senhora Aparecida, com capacidade para 200 pessoas. Entre essas duas capelas, está a Sala das Imagens de Veneração dos Santos.

GALERIAS OU PAVIMENTOS

No primeiro pavimento acima da nave principal, encontra-se a Sala de Reuniões da Equipe de Animação. À esquerda, está a Ala dos Músicos e Animação, enquanto à direita está a Ala das Autoridades, cada uma com capacidade para 30 pessoas, totalizando uma capacidade de 60 pessoas.

Na galeria seguinte, há capacidade para acomodar 1.600 pessoas sentadas. No fundo da galeria encontra-se a capela de São José.

Na terceira galeria, a capacidade é de 1.100 pessoas sentadas. Nela está presente a Escultura da Apresentação de Jesus no Templo, representando a Luz que ilumina o Templo, e a Purificação de Maria Santíssima. Na obra estão representados o Menino Jesus, Santa Ana, São José e a presença dos anjos, conforme descrito no Evangelho de São Lucas (2, 21-39) e no Antigo Testamento (Êx 13,2).

A galeria superior pode acomodar até 80 pessoas sentadas e abriga o pequeno Quadro do Menino Jesus, que simboliza o caminho, a verdade e a vida, conduzindo para o alto. Na pintura, uma grande escada leva em direção aos céus, representando a passagem para a vida eterna. "Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (Jo 14:16)

TORRES E LADO EXTERNO

A Torre Principal, com 55 metros de altura, é dedicada a Nossa Senhora, representando a Mãe ao lado da Cruz de seu Filho. No topo da torre, é possível contemplar a Cruz e a imagem de Nossa Senhora aos pés da cruz, acompanhada por João Evangelista, o discípulo amado de Jesus. É pela Cruz que veio a salvação. Na Torre Principal, também está presente a escultura de um Pergaminho com a Palavra, simbolizando o anúncio da Palavra de Deus.

As torres laterais têm 45 metros de altura. A torre lateral do lado direito é dedicada ao Bom Pastor e abriga as 7 obras de Misericórdia Corporais: Dar de comer a quem tem fome; Dar de beber a quem tem sede; Vestir os nus; Dar pousada aos peregrinos; Assistir aos enfermos; Visitar os presos; Enterrar os mortos. Essas representações também lembram a presença da Porta Santa aberta no Santuário.

A torre lateral do lado esquerdo é dedicada ao Pai e retrata o retorno do Filho Pródigo (Lucas, 15, 11-32), além das 7 obras de Misericórdia Espirituais: Dar bom conselho; Ensinar os ignorantes; Corrigir os que erram; Consolar os aflitos; Perdoar as injúrias; Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo; Rogar a Deus por vivos e defuntos. Em cada torre lateral, há um espaço designado para atendimento de confissões.

Em breve, na parte externa do Santuário, serão instaladas duas alas de jardim suspenso. Na fachada externa, é possível observar diversas esculturas dos Artistas Poncianos: duas representações de anjos, simbolizando a presença da criação, e as figuras dos quatro Evangelistas. De um lado, estão Mateus e Marcos, e do outro, Lucas e João, cada um acompanhado de seus respectivos símbolos: o homem, o leão, o touro e a águia.

A vista do Santuário é realmente linda, permitindo contemplar toda a cidade e seus arredores.

Na parte externa da cúpula, encontra-se a escultura representando Pedro e Paulo, considerados as duas colunas da Igreja. Pedro segura a cruz invertida, simbolizando sua humildade ao não se considerar digno de ser crucificado da mesma forma que Jesus Cristo, e segura as chaves, conforme as palavras de Jesus: "Eu te darei as chaves do Reino dos Céus. Tudo o que ligares na terra será ligado no Céu; e tudo o que desligares na terra, será desligado no céu" (Mateus 16, 19). Paulo é representado com uma espada, simbolizando sua morte por decapitação, e segura a Sagrada Escritura em sua mão. No centro da escultura, há a figura de um homem apontando para os céus, cercado por anjos. Ao seu lado, encontra-se um menino sentado em sua caixa de engraxate. Este detalhe faz referência a uma visão ocorrida em 1971, quando um menino engraxate passando pelo local teve uma visão de uma grande escada subindo em direção aos céus ao lado de um arbusto. Junto à escada, havia um homem vestido de branco que o convidou a subir e em poucos instantes a visão desapareceu.

No ponto mais alto da cúpula encontra-se a imagem do Santíssimo Sacramento, cercada por doze estrelas. Estas estrelas representam a Coroa da Virgem Maria, que é Rainha do céu e da terra, conforme a doutrina dos Apóstolos. Essas doze estrelas são uma referência à visão de São João, descrita no Apocalipse 12, 1, simbolizando os doze Apóstolos.

PECULIARIDADES

O Santuário foi idealizado e projetado pelo próprio Pe. João Perius, contando com o engenheiro Paulo Lima e o arquiteto oficial João de Deus em sua equipe.

Até mesmo as cores que compõem a estrutura interna e externa do Santuário têm significados específicos, expressando a pureza, santidade e simplicidade através do branco e preto. Além disso, os quadros e esculturas em cor bronze representam o julgamento divino, conforme descrito na Sagrada Escritura, onde o bronze está sempre relacionado ao julgamento. Podemos encontrar referências a essa associação em passagens como Êxodo 27, 1-8, Juízes 16, 21 e II Reis 25, 7.

O Santuário Arquidiocesano Menino Jesus, ao final de todas as suas conclusões, conta com mais de 3 mil pontos de luz. À noite, com as luzes acesas, esses pontos de luz refletem nos vidros martelados, criando um brilho que se assemelha a inúmeras estrelas. Atualmente, é o maior Santuário dedicado ao Menino Jesus no Brasil.

Além disso, somando-se os degraus das escadas do Santuário, totalizam-se mais de 3 mil degraus. Essa quantidade nos remete à visão que o menino engraxate teve: uma grande escada que levava em direção aos céus.

Todos os tijolos aparentes do Santuário foram fabricados por uma equipe da comunidade. Ao longo de 8 anos, foram produzidos um total de 1 milhão de milheiros, dos quais mais de 600 mil milheiros foram utilizados na construção do Santuário. O restante foi negociado por outros materiais, como cimento, areia, brita e esquadrias.

Fotos por Israel Pinheiro.

Mapa do site Dúvidas frequentes